top of page
Buscar

Quais taxas você vai pagar na compra de um imóvel?

Assim como toda e qualquer venda, existem taxas a serem pagas em uma transação imobiliária. O Custo Efetivo Total (CET) do contrato de compra e venda engloba uma série de requisitos e cobranças, que garantem uma negociação justa e segura para todos envolvidos, desde o proprietário até a empresa intermediadora. Quer saber pelo que você está pagando? Vem com a gente!

As taxas da transação vão desde documentação até comissionamento do corretor. Os custos e cobranças são diferentes para quem está vendendo o imóvel, mas vamos deixar esses por último e falar dos custos que o comprador deve arcar.

Escritura pública

Responsável por alterar legalmente o proprietário de um imóvel ou terreno, a escritura pública tem o custo em torno de 1% do valor do imóvel. É ela quem afirma que o imóvel pertence à você. Nos casos de financiamento, o contrato de financiamento substitui legalmente a escritura, mas em breve a gente fala disso, ali no tópico Taxas do Financiamento!

ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis)

O ITBI é um imposto definido pelos órgãos municipais brasileiros. Em Florianópolis, a alíquota do ITBI é de 2% sobre o valor do imóvel (e, em casos de financiamento, esse número cai para 0,5%).

Registro

Depois da escritura e do ITBI serem pagos, já é possível registrar o imóvel. O registro é o responsável pela transição definitiva do imóvel para o nome do comprador, e o seu valor é definido pelo Estado. Geralmente, essa taxa também fica em torno de 1% do valor do imóvel.

Taxas da corretagem

A taxa de corretagem é o valor que vai para a imobiliária intermediadora, distribuído entre corretores e a entidade financeira pelos custos operacionais. Essa taxa se mantém em torno dos 6%, podendo cair para 5% em imóveis de lançamento ou novos.

Taxas do financiamento

Em caso de financiamento, a escritura pública é legalmente substituída pelo contrato de financiamento. É o contrato que estabelece qual será o valor de entrada do financiamento (que vai de 10% a 30% do valor do imóvel) e o valor das parcelas pagas enquanto você já mora no imóvel.

As taxas de um financiamento imobiliário variam de acordo com a entidade financeira pela qual o financiamento for executado. O Santander, por exemplo, é o único que chega a financiar 90% do valor do imóvel. No geral, os custos do financiamento podem ser reduzidos ao longo do tempo pelo Sistema de Amortização Constante, que diminui as parcelas à medida em que a dívida é paga. Consulte sempre o corretor e o banco para saber qual financiamento é o adequado para você!

E o vendedor? Paga algo ou só lucra?

Paga sim! Bem menos, mas paga. O vendedor de um imóvel, além de arcar com a contrato do serviço de venda (onde ele contrata um advogado ou corretor para realizar a transação), deve arcar com o imposto de renda sobre a venda. A margem de lucro obtida na revenda de um imóvel é taxada, geralmente em 15% do valor do imóvel. Ou seja, se você comprou um imóvel por R$500.000 e vai vender por R$900.000, 15% desse lucro obtido (15% de 400mil = 60mil) deve ser pago à Receita Federal.


1.660 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page